Como funciona o touchscreen capacitivo e por que escolher?

Como funciona touchscreen capacitivo

Se você se pergunta como funciona o touchscreen capacitivo, provavelmente busca entender melhor as particularidades desse tipo de tela.

Embora semelhante ao modelo resistivo, a tela capacitiva oferece uma série de vantagens para empresas e usuários.

Isso porque, com tecnologia diferenciada, ela permite que dispositivos reconheçam diferentes estímulos ao mesmo tempo.

Desse modo, a experiência oferecida aos usuários de telas capacitivas é a possibilidade de múltiplos toques simultâneos.

Preparamos este artigo para que você possa entender melhor como a tela capacitiva funciona e quais as suas vantagens. Boa leitura!

O que é e como funciona o touchscreen capacitivo

O touchscreen capacitivo é um tipo de tela com sistema formado por uma camada eletricamente carregada, colocada sobre o painel dos monitores.

Por conta desta característica, a tela capacitiva é capaz de transmitir elétrons em baixíssima intensidade para tudo aquilo que contenha uma carga elétrica, como a pele humana.

No momento em que o dedo entra em contato com a sua superfície, as cargas da pele interferem nos campos elétricos do touchscreen.

Assim, permitindo que o sistema capacitivo seja capaz de identificar o local exato onde houve o toque, respondendo rapidamente ao estímulo humano.

A função mais procurada desse tipo de touchscreen é conseguir reconhecer e processar rapidamente diferentes toques ao mesmo tempo.

O que é e como funciona o touchscreen capacitivo

Em geral, a precisão desse tipo de tela, que possui maior durabilidade, pode chegar a 100%.

No mercado, existem duas variações de touchscreen capacitivo. São elas:

Tela touchscreen capacitiva projetiva

O touchscreen projetivo possui sensores por toda a sua tela.

Essa tecnologia tem a capacidade de transformar diversas superfícies, sejam elas planas ou curvas, em um dispositivo com tela touchscreen.

Nesse tipo de tela capacitiva, existe o uso de um filme incorporado de nano fios, capaz de transmitir as coordenadas de toque para um controlador. Com isso, o software faz a leitura e reproduz a ação na tela, simulando uma real interação com o ponto específico.

O resultado disso, na prática, é a possibilidade de telas curvas e muito maiores, favorecendo áreas como: medicina, educação e entretenimento.

Tela touchscreen capacitiva de superfície

O touchscreen de superfície tem sensores apenas nos cantos da sua tela, podendo ser considerado o modelo tradicional.

Funcionando a partir da perda de carga elétrica, esse modelo de tela capacitiva também oferece rápida resposta ao toque.

A distorção eletrostática causada pela aproximação do dedo da tela é traduzida como um comando, rapidamente executado pelo software de controle do touchscreen.

Qual a diferença entre uma tela capacitiva e uma resistiva?

Para entender como funciona a tela sensível ao toque, é importante conhecer a diferença entre os modelos existentes.

As telas de touchscreen resistivo, bastante encontradas em controles industriais, são compostas por várias camadas e possuem a superfície frontal de plástico. 

Seu material condutor fica do lado interno e é ativado no momento em que a tela é pressionada. Conforme o contato, as camadas da tela resistiva informam ao sistema a posição do toque e suas coordenadas.

Qual a diferença entre uma tela capacitiva e uma resistiva?

E as telas capacitivas?

Enquanto isso, as telas capacitivas são formadas por uma camada eletricamente carregada que corresponde a comandos a partir da troca de elétrons.

Esse processo ocorre no momento do toque, já que o corpo humano também funciona como um condutor elétrico.

O touchscreen capacitivo calcula as coordenadas sem que haja a necessidade de aplicação de pressão, transformando-as em comandos.

Uma outra vantagem do sistema capacitivo é a maior capacidade de passagem de luminosidade, permitindo imagens mais nítidas.

Principais características do touchscreen capacitivo

Quando o dedo do usuário se aproxima de uma tela capacitiva, o campo elétrico existente é interrompido.

Nesse momento, a posição da diminuição da corrente é identificada por um conjunto de sensores, que gera um comando de ação. Assim, o toque é reconhecido baseando-se na condutividade elétrica do corpo, e não na força mecânica.

Tanto para as empresas quanto para os usuários em geral, entender como funciona o touchscreen capacitivo é importante para uma escolha assertiva de aparelhos e telas.

Agora que você já entende o que ela é, confira as principais características positivas da tela capacitiva:

Precisão

Como dito anteriormente, as telas com sensor capacitivo podem alcançar até 100% de precisão.

Isso significa que, mesmo com diferentes estímulos ao mesmo tempo, esse touchscreen é capaz de responder corretamente e gerar diversas ações na tela.

Para as empresas, essa característica possibilita o desenvolvimento de novas formas de interação com dispositivos e aplicativos. Um exemplo disso está no uso cada vez maior de gestos nas telas de celulares e computadores.

Respostas rápidas

Por funcionar através da condutividade elétrica, o modelo capacitivo consegue oferecer respostas muito rápidas aos estímulos humanos.

Para os usuários, essa característica representa uma experiência mais fluida, sendo uma vantagem ainda maior para quem busca por interações modernas, como “arrastar e soltar”.

Nas telas de equipamentos e dispositivos empresariais, as respostas rápidas oferecem maior assertividade para os comandos dos colaboradores.

Proteção e durabilidade

Um ponto bastante positivo do touchscreen capacitivo é a existência de uma segunda camada protetora, que se sobrepõe à tela.

Com o objetivo de evitar resíduos na superfície principal de contato e garantir uma maior previsão, ela também torna a tela mais resistente.

Quando o uso touchscreen capacitivo é indispensável?

Quando o uso touchscreen capacitivo é indispensável?

Por conta da sua boa relação custo-benefício, as telas resistivas são muito utilizadas por usuários e empresas até os dias atuais.

No entanto, existem alguns casos onde o uso do touchscreen capacitivo se mostra essencial.

Se você necessita de uma maior interatividade no uso de dispositivos e equipamentos, o display capacitivo pode ser uma escolha mais adequada.

Além de serem multi-toque, eles oferecem uma maior velocidade na interação e dispensam o uso da força para o reconhecimento de movimentos.

Um outro motivo igualmente relevante é quando as empresas desejam modernizar seus equipamentos, oferecendo uma experiência fluida para os usuários.

Para isso, você pode contar com as soluções em display inteligente da Victor Vision, que oferecem uma nova forma de interface para o seu equipamento.

Conheça o Display Android da Victor Vision!

Conclusão

O uso de telas capacitivas tem se mostrado cada vez mais vantajoso tanto para usuários quanto para empresas. Afinal, dispositivos com essa tecnologia oferecem um uso preciso, veloz e duradouro de objetos e equipamentos.

Se você se perguntava como funciona o touchscreen capacitivo, agora já sabe de todas as suas principais características. Portanto, não deixe de avaliar essa opção ao escolher um display.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *