LoRa: saiba tudo sobre essa tecnologia de radiofrequência!

LoRa: saiba tudo sobre essa tecnologia de radiofrequência!

Você já ouviu falar sobre a tecnologia de radiofrequência LoRa? Essa é uma tecnologia que permite a comunicação sem fio entre dispositivos por bateria e usam a Internet das Coisas.

O LoRa utiliza uma técnica de modulação de espectro de propagação derivada da tecnologia de espectro de propagação de chirp (CSS). 

Essa tecnologia oferece recursos atraentes para aplicações na Internet das Coisas (IoT), como longo alcance, baixo consumo de energia e transmissão segura de dados. 

LoRa é uma tecnologia um pouco complexa que necessita ser explicada detalhadamente. Por isso, a Victor Vision neste artigo irá te explicar detalhe por detalhe! 

Vamos lá? Então, boa leitura. 


O que é a tecnologia LoRa?

A tecnologia LoRa é uma forma de modulação sem fio que permite a comunicação de longo alcance e baixo consumo de energia entre dispositivos conectados à IoT.

LoRa é a abreviação de “long range”, ou longo alcance em português. Ela é a camada física (PHY) ou a modulação. 

Já o LoRaWAN é o padrão de rede de longa distância (LPWAN) de baixa potência baseado no LoRa, que define os parâmetros da camada física e o protocolo de comunicação entre os dispositivos e a infraestrutura. 

LoRa e LoRaWAN são utilizados em diversos projetos para cidades inteligentes, agronegócio, medição inteligente, cadeia de suprimentos e logística e outros.

Como ela funciona?

O LoRa é uma tecnologia de radiofrequência que permite a comunicação de longo alcance e baixo consumo de energia entre dispositivos conectados a IoT. 

Ela funciona utilizando uma técnica de modulação de espectro de propagação de chirp (CSS), que oferece recursos atraentes para aplicações IoT. 

A tecnologia utiliza diferentes bandas de frequência, dependendo da região, como 868 MHz na Europa, 915 MHz na América do Norte e 923 MHz na Ásia. 

Sendo assim, o LoRa pode alcançar até 15 km de distância em áreas rurais e até 5 km em áreas urbanas, com uma taxa de dados de até 50 kbps. 

O sistema pode ser adaptar dinamicamente à potência de transmissão e à largura de banda, de acordo com as condições do canal e as necessidades de aplicação. 

Quem criou o LoRa?

O LoRa foi criado por uma empresa francesa Semtech, que desenvolveu a tecnologia de modulação de espectro de propagação derivada da tecnologia de espectro de propagação de chirp. 

O LoRa Alliance, uma associação sem fins lucrativos formada em 2015, é a responsável pelo padrão LoRaWAN, que define a arquitetura e os protocolos de rede baseados no LoRa. 

Os membros fundadores do LoRa Alliance incluem empresas como Actility, Cisco, IBM, Kerlink, Microchip, Sagemcom e operadoras de telecomunicações como Bouygues Telecom, KPN, SingTel, Proximus, Swisscom e FastNet. 

Para que serve a tecnologia LoRa?

LoRa e LoRaWAN são usados em diversos projetos para cidades inteligentes, agronegócio, medição inteligente, cadeia de suprimentos e logística e muito mais.

A tecnologia LoRa permite que aplicativos IoT atuem para resolver alguns dos maiores desafios que a sociedade moderna enfrenta, como:

  • Gerenciamento de Energia; 
  • Redução no Uso de Recursos Naturais; 
  • Controle de Poluição em Grandes Centros;
  • Eficiência da Infraestrutura Instalada; 
  • Prevenção de Desastres.

Em geral, o LoRa é uma solução que serve para a transmissão de dados, principalmente em locais de difícil acesso, onde outras tecnologias sem fio, como WiFi e Bluetooth, não são suficientes.

Quais componentes formam uma rede com a tecnologia LoRa?

tecnologia LoRa

Uma rede com a tecnologia LoRa pode ser formada por três componentes principais, sendo eles: 

  • Dispositivo LoRa: São os sensores ou atuadores que coletam ou enviam dados usando a modulação LoRa. Eles podem ser classificados em três classes, de acordo com o modo de recepção: Classe A, B ou C.
  • Gateway LoRa: É o elemento que recebe os sinais dos dispositivos LoRa e os encaminha para a rede principal, usando uma conexão com fio ou sem fio. Um gateway pode atender milhares de dispositivos simultaneamente.
  • Servidor LoRa: É o componente que gerencia a rede LoRa, controlando os parâmetros da camada física e o protocolo de comunicação entre os dispositivos e a infraestrutura. Ele também provê mecanismos de segurança, qualidade de serviço, ajuste de potência e gerenciamento de rede.

Esses componentes formam uma arquitetura de rede em uma topologia de estrelas, onde os dispositivos LoRa se comunicam com os gateways LoRa, que por sua vez se comunicam com o servidor LoRa.

Essa arquitetura permite uma comunicação sem fio de longo alcance e baixo consumo de energia entre os dispositivos conectados à Internet das Coisas (IoT).

Qual a diferença entre LoRa e LoRaWAN?

LoRa e LoRaWAN são duas tecnologias relacionadas, mas diferentes, que permitem a comunicação sem fio de longo alcance e baixo consumo de energia entre dispositivos conectados à IoT.

A principal diferença entre elas é que LoRa é a camada física (PHY) ou a modulação sem fio. 

Já o LoRaWAN é o padrão de rede de longa distância (LPWAN) de baixa potência baseado no LoRa, que define os parâmetros da camada física e o protocolo de comunicação entre os dispositivos e a infraestrutura.

Essa tecnologia usa uma técnica que oferece recursos atraentes para aplicações IoT, como longo alcance, baixo consumo de energia e transmissão segura de dados. 

Além disso, o LoRa também pode se adaptar dinamicamente à potência de transmissão e à largura de banda, de acordo com as condições do canal e as necessidades da aplicação. 

Quais as vantagens de uma rede LoRa?

Mas afinal, quais são as vantagens de uma rede LoRa? Os principais benefícios de contar com essa tecnologia são:

  • Alcance estendido: Em condições ideais, os módulos LoRa podem transmitir dados a distâncias de até 20 km em áreas rurais e até 5 km em áreas urbanas.
  • Baixo consumo de energia: Projetado para dispositivos que precisam de uma longa vida útil da bateria, os módulos LoRa consomem muito pouca energia durante as transmissões.
  • Penetração robusta: A tecnologia LoRa é capaz de penetrar construções densas e oferecer uma comunicação confiável em ambientes urbanos congestionados.
  • Flexibilidade de canais: O LoRa permite a operação em vários canais de frequência, tornando-o adaptável a várias regulamentações regionais e requisitos de aplicação.

Esses são alguns dos principais benefícios que a tecnologia LoRa pode proporcionar a você. 

Conheça a Victor Vision!

Victor Vision

A Victor Vision é uma empresa que oferece soluções em displays inteligentes para diversos segmentos, como eletrodomésticos, automação industrial, equipamentos médicos e outros. 

Desenvolvemos e fornecemos displays LCD, LCM, Android e HDMI, com diferentes tamanhos, resoluções e funcionalidades. 

Além disso, nossa empresa conta com um software de programação chamado UnicView AD, que permite criar interfaces gráficas de maneira simples e rápida. 

Nossa missão é pesquisar, desenvolver e fornecer novas tecnologias e soluções, gerando conhecimento, inovação e diferencial competitivo. 

Quer conhecer mais sobre a Victor Vision e nossos produtos? Então, acesse nosso site oficial para mais! 

Conclusão

A tecnologia LoRa é uma solução inovadora para a comunicação sem fio de longo alcance e baixo consumo de energia, que possui diversas aplicações na IoT. 

Com o LoRa, é possível conectar dispositivos e sensores em áreas remotas ou de difícil acesso, coletando e transmitindo dados de maneira confiável e eficiente. 

O LoRa também oferece flexibilidade e adaptabilidade a diferentes cenários e regulamentações, sendo uma tecnologia versátil e promissora. 

Ou seja, o LoRa representa, portanto, uma oportunidade de desenvolvimento e transformação para vários setores, como agricultura, cidades inteligentes, indústria, etc. 

💡Gostou deste conteúdo? Para mais como este, acesse o blog da Victor Vision

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *